Arthur Schopenhauer
Filosofia

Arthur Schopenhauer

Arthur Schopenhauer foi um filósofo alemão do século XIX. Ele é mais conhecido pela sua obra principal “O Mundo como Vontade e Representação”, em que ele caracteriza o mundo fenomenal como o produto de uma cega, insaciável e maligna vontade metafísica. Arthur Schopenhauer ficou conhecido como o filósofo pessimista.

As melhores frases de Arthur Schopenhauer:

“Um homem só pode ser ele mesmo enquanto estiver sozinho; e se ele não ama a solidão, não amará a liberdade; pois é somente quando ele está sozinho que ele é realmente livre.”

“É a perda que nos ensina sobre o valor das coisas.”

“Cada homem leva os limites de seu próprio campo de visão para os limites do mundo.”

“A felicidade consiste na repetição frequente de prazer.”

“É difícil encontrar a felicidade dentro de si mesmo, mas é impossível encontrá-la em qualquer outro lugar.”

“A arte de não ler é muito importante. Consiste em não se interessar por aquilo que possa chamar a atenção do grande público em um determinado momento. Quando algum panfleto, romance ou poema político ou eclesiástico está causando grande comoção, você deve se lembrar que quem escreve para tolos sempre encontra um grande público. Uma pré-condição para ler bons livros é não ler os livros ruins: pois a vida é curta.”

“Todo tolo miserável que não tem absolutamente nada de que possa se orgulhar, adota como último recurso o orgulho da nação a que pertence; ele está pronto e feliz para defender todas as suas faltas e loucuras com unhas e dentes, reembolsando-se assim por sua própria inferioridade.”

“Deve-se usar palavras comuns para dizer coisas incomuns.”

“A vida é um processo constante de morte.”

“O senso de humor é a única qualidade divina do homem.”

“Gradualmente nos tornaremos indiferentes ao que se passa na mente de outras pessoas quando adquirirmos um conhecimento da natureza superficial de seus pensamentos, a estreiteza de seus pontos de vista e da quantidade de seus erros. Quem quer que dê muito valor às opiniões dos outros presta-lhes muita honra.”

“Se as crianças fossem trazidas ao mundo apenas por um ato da razão pura, a raça humana continuaria a existir? Não preferiria um homem ter tanta simpatia com a geração vindoura a ponto de poupá-la do fardo da existência, ou pelo menos não assumir a responsabilidade de impor esse fardo a sangue frio?”

“Seria melhor se não houvesse nada. Uma vez que há mais dor do que prazer na terra, toda satisfação é apenas transitória, criando novos desejos e novas angústias, e a agonia do animal devorado é sempre muito maior do que o prazer do devorador.”

“O mundo é o inferno, e os homens dividem-se em almas atormentadas e em diabos atormentadores.”

“A religião é a obra-prima da arte de adestrar os animais, pois treina as pessoas sobre como devem pensar.”

“Então, o problema não é tanto ver o que ninguém viu, mas pensar o que ninguém ainda pensou sobre o que todos veem.”

“Sem os livros, o desenvolvimento da civilização teria sido impossível. São os motores da mudança, as janelas do mundo, “Faróis”, como dizia o poeta, “erguidos no mar do tempo”. Eles são companheiros, professores, mágicos, banqueiros dos tesouros da mente. Os livros são a humanidade impressa.”

“A vida oscila como um pêndulo para a frente e para trás entre a dor e o tédio.”

“Nenhuma rosa sem um espinho, mas muitos espinhos sem uma rosa.”

“Esperança é a confusão do desejo de uma coisa com sua probabilidade.”

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.