Sentimento Tristeza
Crônicas

Não subestime o que você sente

Há alguns anos atrás eu estava cursando administração e na grade de aulas tínhamos Direito, mais especificamente, Direito do Consumidor. E em uma dessas aulas meu professor chegou tão cansado para dar aula que ele acabou fazendo um pequeno desabafo sobre como era estressante ser advogado.

Conversa vai, conversa vem, e ele disse o seguinte: As pessoas dizem que o mal do século é o infarto, mas eu vou além. O mal do século é a depressão. O mal do século é a doença da alma que fica tão latente que acaba se tornando física.

Eu nunca esqueci o que ele disse, e analisando as circunstâncias de hoje, eu vejo que nada mudou. Todos os dias acordamos, vamos trabalhar, fazemos hora extra, estudamos, pegamos os filhos na escola, voltamos pra casa, deitamos na cama e começamos a pensar em tudo aquilo que nós evitamos pensar durante o dia.

Estamos tão acostumados a viver no modo automático que esquecemos de parar para analisar nossa alma, nossa mente e nosso coração. O que faz eu perder o sono? O que faz eu ficar triste atoa? O que faz eu querer que a vida acabe? O que consome minha mente e me faz ficar ansioso?

Precisamos parar de ignorar nossos sentimentos, eles não desaparecerão sozinhos. Nossa mente, assim como nosso corpo, precisa jogar fora tudo aquilo que faz mal a ela. Você já conseguiu ignorar um mal-estar causado por uma intoxicação alimentar? Tenho certeza que não! Então por que você ignora esse mal-estar que consome suas entranhas e te faz se sentir perdido?

Converse com alguém, se possível, com um profissional, expõe tudo o que tem feito mal a você, pare de ignorar as dores que tem rondado sua alma. Ir a um Psicólogo não é coisa de gente fraca ou louca, já ouvi tanto isso. Ir ao Psicólogo é coisa de quem entende que existe um profissional da saúde para cada área do nosso corpo. E sim, todo o nosso corpo precisa estar saudável para que possamos seguir em frente, inclusive nossa mente.

Não subestime uma tristeza contínua, por menor que seja. Ela pode se tornar algo muito maior se você não cortar esse mal pela raiz. Só você pode fazer por você mesmo o bem que você tanto espera dos outros. Se cuide. Estamos todos seguindo nossas jornadas individuais, e em algum momento essa jornada pode se tornar um fardo difícil de carregar. Não carregue sozinho, saiba que existem muitas pessoas que podem te ajudar, compartilhe suas dores e você receberá de volta a certeza de que você nunca estará só.

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.