Propósito
Crônicas

Você acredita que existe um motivo para estarmos aqui?

Eu gosto de observar o céu escurecendo, ver a primeira estrela aparecendo, o alaranjado, depois o lilás, a profundidade do azul claro se esvaindo. Eu sinto paz, sinto que estou aqui por algum motivo. Mas e se não existir um motivo? E se tudo não passar de velhas histórias contadas pelo tempo?

Às vezes me sinto estranhamente atraída pelo céu, existe algo naquela imensidão que faz com que todos os meus maiores medos se calem. Como quando é noite de lua cheia e as ruas da cidade ficam completamente banhadas pela luz da lua, existe escuridão, mas a claridade da lua acaba sendo maior do que a noite mais escura.

É tão esquisito estar aqui. Faz quase trinta anos que eu nasci e é como se tudo fosse estranho para mim. Sabe quando você faz uma viagem e você aproveita cada minuto dela, mas mesmo que você esteja se divertindo, você sabe que aquele não é o seu lugar e tudo o que você quer é chegar em casa e deitar na sua cama quente e segura? É assim que me sinto de vez em quando com relação a tudo o que acontece nesse mundo. É como se essa não fosse a realidade e a qualquer momento eu fosse acordar de um sonho, para uma realidade onde tudo é perfeito.

Eu sempre tive essa sensação, desde muito pequena sempre fui muito questionadora e é óbvio que eu cresci me perguntando o motivo de estarmos aqui. Durante algum tempo eu consegui apenas questionar sem deixar que aqueles questionamentos me afetassem de fato, mas de alguns anos para cá eu simplesmente “surtei” com a falta de respostas.

Como é possível a existência? Como é possível não se perguntar diariamente qual é o objetivo de tudo quando todos os dias coisas horríveis acontecem com pessoas boas?! Como é possível deitar e dormir em paz quando existe tanta injustiça no mundo? Como é possível não surtar com essa falta de respostas? E toda a fome? E o medo? E as doenças? E a dor? E toda a maldade? Por que algumas pessoas são tão privilegiadas enquanto outras passam fome nos lugares mais remotos do mundo?

Não existem respostas e nem desculpas suficientes para tanto caos.

Tudo o que nós podemos fazer é continuar olhando para o céu escurecendo, ver a primeira estrela aparecendo, o alaranjado, depois o lilás, a profundidade do azul claro se esvaindo. Nos sentiremos em paz e nos forçaremos a acreditar que existe um motivo para tudo isso, enquanto lá no fundo, continuaremos nos perguntando se tudo isso não passa de velhas histórias contadas pelo tempo?

(…)

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.