Amor Sentimento
Contos

É Mais Que Um Sentimento

Eu estava pensando no quanto o dia estava lindo hoje de manhã, quando te vi me observando, eram sete horas da manhã, você não perdeu tempo. Aquele café poderia ter sido só mais um café, solitário como de costume. E o dia poderia ter sido só mais um dia, tumultuado como de costume. Mas dessa vez foi diferente. Lá fora, a chuva caia, linda, serena, em paz. Aqui dentro a chuva também caia, mas como uma tempestade dentro de mim.

Eu observava tudo, a cafeteria, as cadeiras e mesas de madeira, as toalhas bordadas, as luzes no recipiente de vidro com gel que abrigava a vela, era tudo muito charmoso, peculiar, confortável. Eu observava tudo, inclusive você, que mais parecia um detalhe da cafeteria, por combinar tanto com a cena que eu observava. No rádio tocava Boston, aquela música “More than a feeling”. Eu podia jurar que essa era uma daquelas cenas épicas de filme de romance, onde um cara charmoso com um sorriso largo conhece uma mulher solitária e bonita, e o resto do filme vivem uma história de amor, mas não era uma cena de filme, era real, estava acontecendo.

Seus olhos de telescópio também observavam a cafeteria, o assoalho de madeira maciça, o rádio retrô e o senhor que atendia as poucas pessoas que haviam ali. Você observava tudo, inclusive eu, com meus cabelos bagunçados, soltos como se quisessem voar, meu casaco preto e minhas botas velhas. Eu estava péssima naquele dia, mas você enxergou aquilo que eu não via em mim há séculos, vida. Bom, foi o que você escreveu no guardanapo, que foi “discretamente” jogado na minha mesa, que por um acaso também tinha seu telefone.

Me surpreendi quando você se levantou, pagou a conta e foi em direção a porta, mas consegui disfarçar minha decepção, tomando meu café como se nada tivesse acontecido. Antes de sair, a surpresa, um aceno seu em minha direção, quase que um cumprimento, sorrindo discretamente, como se me chamasse para algo novo. Seria errado eu não me importar com mais nada e seguir meu coração? Seria errado eu te seguir porta afora e correr no meio daquela multidão?

Se foi errado, não sei, mas foi o que eu fiz quando você acenou para mim, eu senti que era a coisa certa a fazer porque eu não teria outra chance como esta, este é o tipo de situação que só acontece uma vez na vida, eu não podia deixar passar, eu não podia deixar passar justamente por já ter deixado tantas outras situações como esta passarem. Não seria justo comigo, não seria justo continuar deixando aquela tempestade habitar dentro de mim, enquanto uma chuva serena caia lá fora. Não seria justo comigo, que mais uma noite eu chegasse em casa com a sensação estranha de ter perdido algo, não seria justo continuar tomando cafés solitários.

A chuva, para mim, sempre significou o “novo”, mas no meu caso o “Renovo”. Pelo menos foi o que eu senti quando peguei suas mãos e saímos correndo no meio da chuva, tudo que eu via era sua boca sorrindo para mim, como se o mundo pudesse acabar naquele momento, que você não se importaria. Mais um café? Foram as primeiras palavras que eu ouvi de sua boca, e com um gesto positivo eu disse que sim.

Passamos a tarde naquele banco de praça, ensopados, tomando café e conversando sobre as pessoas que passavam na rua. Eu podia jurar que era loucura, eu podia jurar que quando você me deixasse em casa, desapareceria. Eu podia jurar que esta era só mais uma daquelas histórias que ficariam na minha memória apenas como uma lembrança boa. Mas foi mais que isso, foi a nossa história, o nosso começo. O começo das risadas, o começo dos cafés naquela cafeteria, o começo das nossas brigas, o começo das nossas reconciliações. O começo. Um começo que eu não teria conhecido se não tivesse pegado em suas mãos naquele instante que você acenou para mim naquela cafeteria. Um começo que eu não teria conhecido se deixasse o medo do novo me paralisar. Foi errado? Não sei. Se foi, foi o melhor erro que eu cometi na minha vida.

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.