Não se torne refém do tempo alheio
Crônicas

Não se torne refém do tempo alheio

Quem nunca ouviu de um amigo ou de um parente que com quinze anos teria que começar a pensar na faculdade? Ou que com vinte e três teria que começar a pensar em casamento? Ou que com vinte e oito teria que começar a pensar em filhos? Sobre uma carreira promissora então, nem se fala! Quem nunca foi atormentado por uma ou mais vozes dizendo que você teria que começar seu próprio negócio rápido?

É ensurdecedor. Aterrorizante. É como se nós estivéssemos fazendo ‘corpo mole’, como se não quiséssemos sair da nossa zona de conforto. Como se oportunidades e mais oportunidades surgissem aos montes e a culpa fosse nossa por não acompanhar a vida e seus horários marcados.

Eu ficava extremamente chateada com isso quando era mais nova, era como se todos estivessem devidamente em seus lugares e eu fosse a única perdida e atrasada, com inúmeras dúvidas e cansada de tentar dar o meu melhor e não receber nada em troca. Mas com o passar dos anos eu amadureci o suficiente para entender que cada indivíduo nesse mundo tem seu próprio tempo.

Você não é obrigado a entrar em uma faculdade aos dezoito, se formar com vinte e três, ou se casar com vinte e cinco. Você não é obrigado a ter um filho com vinte e oito, ter seu próprio negócio com trinta e cinco e nem conhecer o mundo todo antes dos quarenta.

É muito cansativo tentar trabalhar no fuso horário de outra pessoa, além de estressante, faz você se sentir um lixo. Faz você ter pensamentos negativos sobre você mesmo, como se você fosse um fracassado por ainda não ter chegado lá. Não vale a pena perder o sono porque o ‘fulano’ conseguiu aquilo que você tanto queria.

Uns se formam com vinte e três, mas só conseguem um emprego com vinte e cinco. Outros conhecem o amor da vida com dezoito, mas só se casam com trinta. Uns conseguem conhecer o mundo todo com trinta e cinco, mas só conseguem se realizar profissionalmente depois dos quarenta.  Outros se realizam profissionalmente com vinte e quatro, mas só conseguem conhecer o mundo todo com cinquenta.

Você entende o que eu quero dizer? A vida é uma jornada muito louca e só consegue ter paz aquele que entende que o tempo do outro não condiz com o dele. Nós passamos tanto tempo cobrando de nós mesmos, pontualidade, que acabamos esquecendo de viver plenamente.

Não fique chateado por não ter conseguido, AINDA, ajustar tudo aquilo que você pretende conquistar, foque naquilo que você já conquistou. Olhe para suas conquistas diárias como degraus para alcançar tudo aquilo que você planejou. Não escute as vozes que dizem que você está atrasado. Pois você não está. Você está exatamente no tempo em que precisa estar.

(…)

You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.